logo

Trombose

Trombose é um entupimento de um vaso sanguíneo (artéria ou veia) por um coagulo sanguiineo. Então, basicamente podemos ter dois tipos de trombose.
O local mais comum de trombose é nas pernas, mas também pode acontecer em outros lugares do corpo.


TROMBOSE ARTERIAL
Ocorre nas artérias (vasos sanguíneos que saem do coração levando sangue com oxigênio e nutrientes para o corpo e órgãos). Acontece de uma forma abrupta, com dor intensa nas pernas, que não melhora com remédios e em alguns casos pode ser necessária uma cirurgia de urgência, que se não realizada a tempo pode levar a uma amputação da perna. Quem tem mais risco deste tipo de trombose são os idosos, obesos, sedentários (que não praticam exercícios), fumantes, diabéticos, hipertensos e com colesterol alto.


TROMBOSE VENOSA
A mais comum das tromboses, ocorre em veias (vasos sanguíneos que levam sangue de volta para o coração). Os sintomas vão começando aos poucos e são inchaço, geralmente em uma só perna, dores, que podem melhorar com alguns remédios e perna cansada.
Ocorre mais em pessoas jovens, podendo ser previamente saudáveis, sendo mais comum em mulheres. Quem tem mais risco de desenvolver este tipo de trombose são as grávidas, portadores de varizes, obesos, fumantes, quem passou por cirurgia recente que necessitou ficar sem movimentar as pernas, quem fez viagem prolongada sem movimentar as pernas (avião, carro, ônibus), quem sofreu um trauma/ fratura de perna, pessoas com câncer, pessoas com reumatismo e raramente pode ocorrer em algumas pessoas com herança genética para trombose (conhecida com trombofilias, que é muito rara). Alguns hormônios também podem desencadear trombose. Por isso se uma mulher começou a tomar anticoncepcional e teve trombose não pode mais tomar este remédio.
A trombose é diagnosticada por um ultrassom nas pernas (veja mais em Ultrassom vascular).
O tratamento da trombose venosa na maioria das vezes se dá com um tipo de remédio chamado de anticoagulante, que “afina” o sangue. A trombose venosa raramente pode levar a amputação da perna, o seu risco maior é a EMBOLIA PULMONAR, quando o coagulo sobe da perna para os pulmões, que pode levar a uma simples falta de ar ou até ser fatal.


COMO PREVINIR A TROMBOSE VENOSA?
Usar meias compressivas durante viagens prolongadas. Movimentar as pernas, caminhar dentro da aeronave ou ônibus durante a viagem ( a cada 1-2 horas). Algumas vezes pode ser indicada por um cirurgião vascular tomar uma injeção de anticoagulante antes de uma viagem prolongada em quem tem um risco alto para trombose.
Evitar o cigarro, perder peso, caminhar, praticar exercícios, manter sob controle o diabetes, a pressão alta, o colesterol também ajudam a prevenir.
Quem tem varizes, o seu tratamento com cirurgia ou escleroterapia também ajuda a diminuir a chance da trombose.
Se passar por cirurgia que necessite ficar muito tempo sem movimentar as pernas, pode ser indicado também por um cirurgião vascular o uso da injeção de anticoagulante, que ajuda a prevenir a trombose na maioria dos casos.
Quais os cuidados com os remédios anticoagulantes?

Estes remédios deixam o sangue mais “fino”, ou seja, menos propenso a coagular. Por isso exige alguns cuidados, pois há facilidade em surgir hematomas pelo corpo (machas pretas ou roxas) que normalmente não apareceriam e sangrar mais tempo que o normal se sofrer um ferimento com corte, por exemplo. Por isso, quem usa este tipo de remédio, para prevenir ou tratar a trombose, deve tomar cuidado para não se machucar e avisar outros médicos e dentistas de que faz uso de anticoagulante para não interferir em algum outro tratamento que necessite como extrair um dente.

 

Trombo arterial em uma região onde havia uma placa de gordura.

 

Trombo venoso se deslocando (embolia)